Como contribuir para a retenção de talentos e diminuir o turnover em TI

A retenção de talentos ainda é um desafio para muitas empresas, especialmente para organizações da área de TI que enfrentam um verdadeiro apagão de profissionais enquanto a quantidade de vagas disponíveis só aumenta

Em um mercado altamente competitivo é natural que os profissionais sejam mais disputados e recebam propostas atrativas de outras empresas. Isso vai acontecer! A grande questão aqui é desenvolver estratégias irrecusáveis para garantir a retenção de talentos independentemente do tamanho da empresa. 

Inclusive, muitos gestores ainda pecam nesse quesito por acreditarem que a retenção de talentos tem a ver apenas com o salário oferecido. Salário não é tudo nem na contratação e muito menos na retenção de profissionais. 

É claro que a remuneração é importante, mas quando falamos do mercado de tecnologia os profissionais já recebem acima da média, ou seja, a empresa precisa oferecer vantagens além do salário para criar um ambiente profissional que realmente contribua para a retenção de talentos. 

Com um dos maiores turnovers do mercado (rotatividade de profissionais), a retenção de profissionais de TI não é tão difícil quanto parece, como você a seguir. 

O que é onboarding e como a prática contribui para a retenção de talentos 

Onboarding (integração, em português) é uma estratégia que vem ganhando espaço nas empresas e tem o objetivo de recepcionar, integrar, socializar e engajar o novo colaborador na organização. 

No primeiro dia de trabalho, por exemplo, o recém contratado faz um tour pela empresa, conhece as instalações, os departamentos e seus colegas de trabalho. Essa simples atitude de habituar o profissional em seu novo local de trabalho contribui diretamente para a retenção de talentos por deixar claro a importância que esse novo colaborador tem na empresa. 

Mas não é necessário esperar o expediente começar para colocar o onboarding em prática. Se a contratação foi bem sucedida, por que não enviar uma cesta de café da manhã para o novo colaborador como um presente de boas-vindas? 

Se a primeira impressão é a que fica, certamente é mais interessante trabalhar em uma empresa que reconhece o profissional como parte importante dela do que apenas mais um nome no papel. 

Dicas para implementar onboarding na empresa 

1) Defina seu objetivo 

O onboarding pode ter várias funções como motivar, engajar ou aprimorar a experiência do funcionário, por exemplo. 

Cabe à empresa definir o melhor objetivo de acordo com a necessidade ou até mesmo com o perfil do colaborador. 

2) Elabore um cronograma 

Se é um padrão da empresa trabalhar a retenção de talentos logo quando chega um novo funcionário, o ideal é desenvolver um cronograma para estruturar as atividades sem que isso atrapalhe a rotina da organização. 

Se o onboarding é feito apenas durante a primeira semana de trabalho do novo profissional, então cada dia da semana pode ser reservado para a realização de atividades. 

3) Compartilhe a experiência com os gestores 

O envolvimento com os gestores é importante logo no começo da experiência do candidato. 

Ninguém gosta de ter um supervisor inacessível ou ter receio de levar algum problema (pessoal ou profissional) até os líderes. Inclusive, esse fator pode se tornar motivo de desligamento futuramente – e a última coisa que você quer é perder profissionais qualificados por falta de comunicação ou empatia. 

Dessa forma, quanto mais próxima for a relação com os gestores mais à vontade o colaborador vai se sentir na empresa, aumentando consideravelmente as chances de retenção de talentos. 

Agora que você já conhece a estratégia onboarding, confira a seguir outras dicas essenciais durante a retenção de talentos. 

4 dicas essenciais para a retenção de talentos 

Promover um bom ambiente de trabalho é fator fundamental na retenção de talentos. Foto: Unsplash

1) Conheça seu colaborador 

Da mesma forma que o perfil do candidato é importante durante a contratação, essa característica também deve ser levada em conta durante a retenção de talentos. 

Mais do que um simples funcionário, é importante ver o colaborador como um ser humano e isso só é possível de ser feito através de um bom relacionamento. 

Talvez a produtividade pode ser maior se o trabalho for realizado a distância ou se houver mais flexibilidade de horários para entrar e sair da empresa, por exemplo. 

Como falamos anteriormente, as necessidades do mercado de trabalho estão muito além do salário, e atitudes simples – como deixar o colaborador entrar mais tarde ou qualquer outra flexibilização – podem fazer toda a diferença na retenção de talentos. 

2) Crie um ambiente de trabalho saudável

A cultura organizacional da empresa é outro fator essencial para garantir a retenção de talentos. 

Observe seus funcionários e faça a seguinte reflexão: o que os mantém no time além da remuneração? Se o ambiente de trabalho for saudável, positivo e inclusivo certamente esse pode ser o motivo. 

Para muitos profissionais, trabalhar na maior empresa da área e receber o melhor salário não se compara com trabalhar num local tranquilo que promova seu crescimento profissional e pessoal. Pense nisso!

3) Atenção para o plano de carreira 

É cada vez mais difícil encontrar profissionais com anos de casa ou que pretendem trabalhar na mesma empresa até a aposentadoria, e isso não é à toa.

Muitas organizações estão mais preocupadas em resolver problemas pontuais ao invés de incorporar o colaborador à organização, contribuindo para sua evolução na carreira. 

Especialmente para profissionais de TI, o plano de carreira é uma ótima ferramenta para a retenção de talentos. Garantir que o colaborador tenha espaço para crescer pode fazer toda a diferença na retenção de talentos, fazendo com que mais profissionais se interessem pelo projeto da empresa a longo prazo. 

4) Ofereça plano de vantagens 

Apresentar o plano de vantagens logo na descrição da vaga é uma boa alternativa para começar a retenção de talentos já no início do processo seletivo. 

Descontos em academias, livrarias, restaurantes e instituições de ensino fazem parte dos principais benefícios oferecidos nas empresas. Conhecer o colaborador também é muito importante durante esta etapa para definir qual benefício faz mais sentido para as necessidades da sua equipe. 

Com essas dicas vai ficar muito fácil de realizar a retenção de talentos na empresa. E se precisar de ajuda para encontrar bons profissionais de TI clique aqui e fique por dentro das últimas novidades da área.