Recrutamento estratégico: como a automação pode otimizar processos seletivos

Atrair as pessoas certas para a empresa é o ponto inicial para ter uma equipe coesa e produtiva. No recrutamento estratégico, todo o processo de procura e seleção de profissionais é feito com base em parâmetros pré-definidos, além de um diferencial que está cada vez mais presente no RH das empresas: a tecnologia. 

Ao invés de levar meses para finalizar o processo seletivo e ainda correr o risco de contratar o profissional errado, o recrutamento estratégico diminui o tempo de seleção e garante mais assertividade durante o processo já que tudo pode ser feito digitalmente e a partir da inteligência artificial.

Ferramentas utilizadas no recrutamento estratégico 

Machine learning

Machine learning ou aprendizado de máquina é uma ferramenta de Inteligência Artificial capaz de ensinar computadores a “pensarem” através de informações com a mínima interferência humana possível. 

No recrutamento estratégico as informações sobre o candidato ideal são inseridas no computador e a partir dos padrões apresentados é possível tomar decisões mais assertivas com base em dados confiáveis, aumentando o desempenho do processo seletivo. 

Tal recurso permite mapear características como personalidade, habilidades profissionais, afinidade com o fit cultural da empresa, entre outros. 

Ao invés de analisar currículos manualmente, o aprendizado de máquina torna o processo bem mais simples e rápido, diminuindo as chances de contratar o candidato errado ou de ser influenciado pelo viés seletivo

Análise de dados 

O aprendizado de máquina está diretamente ligado à análise de dados já que fazer um computador compreender padrões e chegar aos melhores resultados só é possível a partir de um número considerável de dados.

De certa forma, a informação é a principal ferramenta do recrutamento estratégico. É a partir de informações como “qual o perfil do candidato ideal” e “onde encontrar o profissional ideal” que o recrutamento estratégico encontra as melhores respostas. 

Outra estratégia que deve fazer parte da rotina das empresas é conseguir informações mesmo sem ter processos seletivos abertos. Ao invés de receber currículos e entrar em contato com candidatos em potencial apenas durante o recrutamento é fundamental manter um canal de comunicação aberto com qualquer pessoa que tenha interesse em trabalhar na empresa.

Assim é possível montar um banco de currículos e armazenar as informações obtidas para um momento oportuno ou para fazer uma pesquisa de mercado, por exemplo, analisando as habilidades de profissionais que estão disponíveis, tempo em atividade, empresas em que trabalhou, etc.

Toda informação é útil no recrutamento estratégico! 

Banco de dados 

O banco de dados é útil para auxiliar na análise de dados, mas também pode ser um grande aliado no recrutamento estratégico de empresas que pretendem realizar um processo seletivo mais direcionado ao invés de abrir para qualquer candidato.

Sabe aquelas informações do banco de currículos? Começar o recrutamento por lá pode ser muito mais rápido e econômico do que no processo seletivo tradicional.

Talvez o candidato ideal já tenha entrado em contato com a empresa, por isso é tão importante garantir que todas as informações sejam digitalizadas, assim fica mais fácil de levar esses dados em consideração ao utilizar o aprendizado de máquina, por exemplo. 

Outra alternativa do recrutamento estratégico é realizar um processo interno de seleção. Para isso será necessário ter dados dos próprios colaboradores da empresa: índice de produtividade, afinidade com a equipe, habilidades que podem ser desenvolvidas, etc., são informações úteis para remanejar cargos, promover funcionários e dar uma repaginada na equipe sem a necessidade do recrutamento tradicional. 

Bots 

O uso de robôs ou bots como também são conhecidos é outra alternativa presente no recrutamento estratégico. 

Com os processos cada vez mais digitalizados, boa parte do contato com o candidato pode ser feito através da internet. Os bots facilitam esse primeiro momento, interagindo com colaboradores em potencial e obtendo informações úteis que podem ser utilizadas ao longo do recrutamento. 

Cloud computing 

A computação em nuvem é uma ferramenta que deve estar presente na empresa não apenas durante o recrutamento estratégico, mas como parte da rotina da organização. 

Diretamente ligado à segurança de dados, através do cloud computing é possível armazenar todas as informações em um mesmo “local” (a nuvem) sem correr o risco de perder documentos importantes. 

Além disso, a computação em nuvem permite que a equipe trabalhe de qualquer lugar, importante recurso para momentos excepcionais como a pandemia, por exemplo, em que muitas empresas tiveram que se adaptar ao home office e encontrar novas maneiras de realizar processos seletivos sem prejudicar a produtividade da organização. 

Vantagens do recrutamento estratégico

Soluções digitais permitem que o recrutamento seja mais rápido, eficiente e assertivo, reduzindo a chance de erros na contratação. Foto: Unsplash

Redução de custos

Já que tudo pode ser feito através da internet e com o auxílio da tecnologia, o recrutamento estratégico passa a ser uma alternativa muito mais barata do que processos seletivos tradicionais, tanto do ponto de vista do empregador quanto do candidato. 

Se nos processos seletivos tradicionais era necessário mobilizar todo o RH para levantar as informações dos candidatos e encontrar o profissional que mais se encaixava na vaga, no recrutamento estratégico essa tarefa pode ser realizada de modo muito mais simples e prático. 

Em etapas como prova prática e entrevista, por exemplo, ao invés de fazer o candidato se deslocar até a empresa é possível utilizar recursos virtuais como entrevista e prova digital. Assim, o candidato não gasta dinheiro nem tempo para realizar essas etapas da seleção e a empresa também consegue economizar. 

Mudanças pequenas que podem otimizar o trabalho dos recrutadores, evitar que muitos funcionários sejam necessários durante o processo e reduzir custos. 

Tomada de decisão mais eficiente

Com as informações corretas em mãos fica muito mais fácil tomar decisões, ainda mais quando falamos de uma escolha que pode influenciar a produtividade da equipe como um todo. 

Vale lembrar que uma contratação errada pode custar muito mais caro do que todo o processo seletivo em si. Por isso, o recrutamento digital surge para evitar erros e chegar o mais perto possível de escolher o candidato ideal. 

Como estamos falando de máquinas para auxiliar na tomada de decisões é importante lembrar que nenhum computador ou outro recurso tecnológico acerta sem ser guiado, ou seja, tudo vai depender da quantidade e qualidade de informações que a empresa vai fornecer para realizar o recrutamento estratégico tendo a tecnologia como sua principal ferramenta. Quer encontrar profissionais qualificados e não sabe por onde começar? Clique aqui e conheça a Parças, uma iniciativa que pretende revolucionar o mercado de TI e a forma de se fazer negócios na área.