Benefícios corporativos: por que oferecer vantagens ao colaborador

Desenvolver uma política de benefícios corporativos para os colaboradores é cada vez mais necessário para empresas que desejam reter talentos e manter a equipe constantemente engajada. 

Além dos benefícios corporativos obrigatórios previstos por lei, organizações que desenvolvem vantagens de acordo com as necessidades dos colaboradores conseguem aumentar a produtividade dos funcionários e melhorar o employer branding

Mesmo não sendo um item obrigatório, é interessante encarar a política de benefícios como um fator decisivo para muitos colaboradores que não querem ter apenas uma relação empregatícia com a empresa, mas sim um vínculo que vai além do trabalho remunerado. 

A seguir, explicamos para você a diferença entre os benefícios corporativos previstos por lei e as vantagens a mais que podem ser oferecidas ao colaborador. Confira!

Benefícios corporativos previstos na lei 

Empresas que contratam funcionários no regime CLT (Consolidação das Leis do Trabalho) têm a obrigação de oferecer os seguintes benefícios corporativos:

Vale transporte 

De acordo com a lei brasileira, o trabalhador não pode gastar mais do que 6% do próprio salário com transporte entre casa-trabalho-casa. 

Se os gastos com deslocamento ultrapassarem esse valor é dever da empresa cobrir o restante.  

Férias remuneradas 

Todo trabalhador que completa um ano de trabalho com carteira assinada tem direito a tirar férias por 30 dias seguidos e receber o valor referente ao salário do mês das férias adiantado. 

A cada 12 meses o colaborador pode tirar novas férias seguindo o mesmo padrão mencionado acima. 

FGTS

O Fundo de Garantia por Tempo de Serviço é um dos benefícios corporativos obrigatórios mais importantes para o trabalhador. 

O valor corresponde a 8% do salário recebido e deve ser depositado pela empresa em uma conta bancária vinculada ao profissional contratado. 

Vale lembrar que o profissional só tem acesso ao FGTS ao ser demitido ou em algumas exceções previstas por lei como na compra um imóvel ou no caso de doença grave. 

Décimo terceiro salário 

O salário extra recebido anualmente pelo colaborador é pago em duas parcelas: a primeira deve ser depositada até 30 de novembro, a segunda até 20 de dezembro de forma inegociável. 

Benefícios corporativos opcionais que podem fazer toda diferença na sua empresa 

Não existe segredo quanto aos benefícios corporativos mencionados acima, eles fazem parte da rotina de qualquer empresa que contrate funcionários no regime CLT, independentemente de ser uma organização boa ou ruim. 

Mas para empresas que querem se destacar no mercado e manter uma relação positiva com seus colaboradores, os benefícios corporativos opcionais devem estar presentes na política de vantagens. 

Montar uma carteira de benefícios não é tarefa fácil: requer planejamento, organização, comunicação e muito conhecimento sobre as necessidades pessoais dos colaboradores. Assim, não faz sentido oferecer auxílio creche se seus funcionários são jovens sem filhos. 

Uma rápida pesquisa interna pode trazer as informações que a empresa precisa para elaborar a melhor política de benefícios corporativos de acordo com os interesses da equipe e com a realidade financeira da organização. 

Vantagens mais valorizadas pelos colaboradores

– Refeição (restaurantes, bares, lanchonetes, pizzarias, etc.);

– Cultura (descontos em livrarias e cinemas, por exemplo); 

– Academia; 

– Assistência médica (plano de saúde e plano odontológico) e descontos em farmácias; 

– Bolsas de estudo; 

– Auxílio creche. 

Como oferecer todos esses tipos de benefícios corporativos pode dar muito trabalho e custar muito caro para a empresa, é possível oferecer vantagens através de um único benefício flexível, como um cartão que seja aceito em diversos estabelecimentos ao mesmo tempo. Assim, o colaborador gasta como, quando e onde quiser. 

Vale lembrar que nem todos os colaboradores encaram os benefícios corporativos como um recurso financeiro. Para algumas pessoas é mais vantajoso poder trabalhar em casa alguns dias da semana ao invés de ganhar desconto na academia, por exemplo. 

Por isso é tão importante conversar com os funcionários e entender quais suas principais necessidades. Assim, a empresa não perde tempo nem dinheiro oferecendo o benefício errado. 

Oferecer benefícios corporativos pode mudar a realidade da sua empresa 

Para definir o melhor pacote de benefícios é preciso conhecer as necessidades do colaborador, sem se esquecer de levar em consideração a realidade financeira da empresa. Foto: Unsplash

Se você leu todas as possibilidades de benefícios corporativos e pensou “Mas isso tudo são gastos!”, então está na hora de mudar seu mindset

Desde que caibam no orçamento da empresa, as vantagens opcionais oferecidas aos colaboradores têm o poder de mudar a forma como a equipe trabalha e o relacionamento que mantém com a organização. 

Apesar de não fazerem parte da lista de benefícios corporativos obrigatórios, oferecer outras vantagens deve fazer parte da política de qualquer empresa. Assim, é possível notar que o próprio comportamento dos colaboradores muda: todo funcionário quer se sentir reconhecido e como parte essencial de algo que vai muito além de simplesmente cumprir com a própria obrigação. 

Benefícios corporativos opcionais garantem a empresa pontos positivos como: 

Aumento da produtividade 

Funcionários felizes e realizados fora do ambiente de trabalho são mais produtivos e engajados com o time. 

Saber que é possível usufruir de um cinema mais barato depois de um longo dia de trabalho ou ter a possibilidade de dar continuidade nos estudos com descontos dá muito mais ânimo ao trabalhador do que apenas trabalhar pelo básico – salário e outros direitos que o patrão é obrigado a fornecer. 

Mostrar preocupação e cuidado à qualidade de vida do colaborador inclusive quando ele não está trabalhando é a grande característica dos benefícios corporativos opcionais. 

Redução do turnover e retenção de talentos

Seguindo o exemplo acima, você prefere trabalhar em uma organização que se preocupa com o colaborador ou em uma empresa que o vê apenas como uma ferramenta de trabalho? 

Os benefícios corporativos podem ser o grande diferencial para atrair e reter talentos para a empresa. Inclusive, ter ou não uma política sólida de vantagens é fator decisivo para muitos profissionais. 

Oferecer o básico não é mais viável, lembre-se disso!

Relacionamento organizacional saudável

Não adianta nada estar à frente de uma grande empresa se os colaboradores não gostam de trabalhar nela. 

Além dos benefícios corporativos, proporcionar um ambiente agradável é fundamental para obter resultados positivos em termos de relacionamento interno e employer branding, isto é, a imagem que os colaboradores têm da empresa. 

Uma imagem interna negativa pode afetar, inclusive, a forma como clientes e funcionários em potencial enxergam a organização, atrapalhando diretamente nos negócios. Para acessar mais conteúdos como esse clique aqui.